Buscar
  • Alexandra Trevizoli

As doenças e seus ganhos


Quando alguém está doente e vem fazer uma sessão de Thetahealing® comigo, sempre pergunto: o que essa doença está te trazendo de bom? Eu mesma já passei por isso e respondi: imagina, nada! Essa dor, ou essa doença só me limita! Mas pensa bem, será que lá no fundo, a doença não está te trazendo realmente algo de bom? No meu caso eu percebi que sim e me livrei daquilo, da crença que não permitia que a dor que eu criei no meu braço fosse embora, depois disso, tudo começou a melhorar!

Em um curso que eu estava facilitando, um aluno disse: está difícil, viu? Está difícil dessa depressão ir embora! Ai, eu perguntei: o que essa doença está te trazendo de bom? A pessoa parou, pensou e respondeu: sim, essa doença está me trazendo algo de bom sim... eu estou afastada do trabalho já alguns anos, estou recebendo sem trabalhar. Um trabalho que se tornou um peso para ela e ela criou essa doença inconscientemente. Será que ela escolhe se curar e voltar a trabalhar? Será que ela percebe que pode trabalhar com outra coisa, que pode mudar de profissão? Ou não quer mudar, porque é concursada e não quer perder os “benefícios”? Quer se aposentar dessa forma para garantir um salário melhor? Prefere continuar com a doença do que mudar? Ok, é simplesmente uma escolha! Poderia escolher outra coisa e se curar? Sim. Mas a escolha é de cada um...

Tem pessoas que fazem tratamento e melhoram, mas não permitem se curar, seja porque ela é uma mãe e os filhos, depois da doença, vem visita-la com mais frequência, seja porque ela está recebendo mais carinho e se ficar boa, isso também irá embora com a doença.

Em um curso que fiz, o instrutor, nos deu o exemplo do pai biológico dele, que depois de um acidente, ficou numa cadeira de rodas e o filho, sempre tentava ajudar o pai voltar a andar, usando técnicas que ele sabia que poderiam ajudar, mas isso nunca funcionou. Então, o instrutor disse: meu pai sempre gostou muito de jogar vídeo game e hoje ele passa o dia jogando, ele iria se permitir voltar a andar e ter que parar de jogar? Ele estava muito bem daquela forma! E feliz!

Poderia colocar aqui, vários outros exemplos de como a doença pode estar trazendo algo de bom! Esse “ganho” com a doença pode estar escondido no subconsciente, mas podemos pensar o que estamos ganhando com ela e descobrir. Depois de descobrir, é uma escolha continuar ganhando e doente ou parar de ganhar e buscar uma cura efetiva!

Claro que nem toda a doença traz algum ganho, mas se trouxer, esse ganho pode bloquear o processo de cura!

Eu sou a Alexandra Trevizoli, terapeuta e instrutora de técnicas de cura quântica. Tem alguma pergunta? Pode me escrever no e-mail Alexandra.trevizoli@gmail.com.

Quer saber mais sobre as técnicas que eu trabalho e dou curso? Acesse www.terapiatheta.com.

Quer me seguir nas redes sociais? No Facebook: terapiatheta ou no Instagran: alexandratrevizoli

Um abraço, e até o próximo artigo!


0 visualização
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social

Cadastre-se

Receba artigos e novidades 

Entre em contato

(11) 98201-5530

Rua Campos Sales, 100 - Sl 34

Santo André - SP